Category: ideologia

Vítimas do terror

5 Xullo, 2006 (00:00) | ideologia, violência |

Publicado em Vieiros O terror não consiste apenas em encontrar-se de súbito rodeado duma floresta obscena de carne humana ensanguentada e metralha. Não consiste apenas em sentir o frio do metal na caluga e aguardar, aguardar a bala eternamente. Não consiste apenas na escuridão do calabouço, esse zulo democrático, esse anti-útero do Estado. Nem na […]

O Paradoxo de Grande-Marlaska

28 Maio, 2006 (00:00) | discurso, ideologia, política |

Publicado em Vieiros Os paradoxos lógicos, semânticos ou pragmáticos (linguísticos em geral) têm grande tradição em filosofia da linguagem e até na vida diária. São contradições contidas em expressões do tipo “Isto não é uma oração”, ou “Este enunciado não é verdade”. De meninho brincávamos ao jogo dos pronomes com trocas regueifeiras do tipo: “Eu […]

A nação das mulheres

11 Maio, 2002 (00:00) | discurso, ideologia, política, violência |

Enviado a Faro de Vigo; não publicado A todas as mulheres assassinadas. Com a minha culpa como homem. Com desculpas polo meu atrevimento e pola dureza deste escrito O caçador diminuiu a marcha e detivo o camião poucos metros mais atrás. Sabia que uma fêmea assim, separada da manada, não se devia deixar escapar facilmente. […]

Le Pen, a Esquerda e Tu

29 Abril, 2002 (00:00) | ideologia, política |

Enviado a A Nosa Terra; não publicado • Publicado em NON! Estes comentários sobre a vitória relativa de Le Pen na França soarão tão velhos a alguns como os princípios que sustentam a minha utopia razoada, esse projecto que nos legou Bourdieu para algo mais que conversas de salão (em Bourdieu, a utopia razoada era um […]

O Corpo, a Língua e o Estado Nacional

27 Outubro, 1998 (00:00) | discurso, ideologia, língua, política |

Publicado em Çopyright 66, 7 Novembro 1998 • Em Non! – crítica & intervenção Na sociedade ocidental actual os três objectos (língua, corpo, estado nacional) que fazem referência a três âmbitos fundamentais da pessoa (o simbólico, o fisiológico, o social) sujeitam-se a um jogo entrecruzado de analogias com as quais entendemos e construímos um âmbito […]

“Recrimíname un lusista”: Postura política e ortografia

18 Xuño, 1993 (00:00) | discurso, escrita, ideologia, língua, política, racismo |

Publicado em Galicia Literaria. Suplemento Cultural de Diario 16 de Galicia, 3 Julho 1993, p. IV As palavras, como outros instrumentos de expressão do social (os símbolos, os hinos e mesmo os números), carregam-se involuntariamente com o seu uso de conteúdos imprevistos. Poucos usuários da linguagem são alheios aos deslocamentos semânticos que imbuem às palavras […]

“Acento galego” e resistência cultural

16 Setembro, 1992 (00:00) | cultura, ideologia, língua |

Publicado em A Nosa Terra 554, 28 Janeiro 1993, p. 25 A medida que nos envolve cada vez mais provavelmente a maior contradição cultural da era moderna (a suposta unificação dos povos de Europa, que contrasta com o ressurgir das identidades locais), surpreende-me também cada vez mais viver num país que esquece gradualmente não como é, […]

A sociedade militar

2 Outubro, 1990 (00:00) | ideologia, política, violência |

Enviado a A Nosa Terra; não publicado O exército é sem dúvida a instituição mais repugnante jamais criada pola humanidade. O que começara como guerras locais entre espécies ou bandas tornou-se, com o decorrer da barbárie humana, na indústria mais poderosa do planeta. O grau de sofisticação dos instrumentos de destruição e morte é algo […]