Category: mercado simbólico

Corrupção, consenso e política linguística

13 Abril, 2010 (00:00) | classe, direitos linguísticos, discurso, língua, mercado simbólico, política |

Publicado no Portal Galego da Língua • Em Vieiros Em textos anteriores (“Língua, Mercado e liberdade”, “O conflito linguístico só tem uma saída”, “Contra a utilização dos ‘direitos linguísticos’”, “Bilinguismo zumbi e crise sociolinguística”) tenho apontado que a história da política linguística na Galiza se deve examinar como a articulação de três dicotomias entrecruzadas: o […]

O jogo institucional da língua

6 Febreiro, 2010 (00:00) | língua, mercado simbólico, política |

Em Xornal de Galicia • No Portal Galego da Língua • Em Diário Liberdade • Em A Zona Velha «Agora ben, o galego xa non é o portugués, e iso ocorre dende finais da Idade Media. Calquera reintegracionismo é un forzamento da Historia, e como dicía Tony Negri calquera forzamento da realidade é terrorístico». (Xosé […]

Anxo Lorenzo, demite

15 Novembro, 2009 (00:00) | língua, mercado simbólico |

Publicado em Vieiros • No Portal Galego da Língua Anxo Lorenzo, demite. O teu Decreto não vai ter o “consenso” que procuras, e que explicava a tua aceitação do cargo. Se demites ficarás bem contigo mesmo. Demonstrarás o fiasco em que te meteste, e sobretudo uma grande humanidade. Sabes que o novo Decreto não será […]

Consenso sem senso

14 Agosto, 2009 (00:00) | língua, mercado simbólico, política |

Publicado no Xornal de Galicia, na edição em papel e na web Perante a atual crise da língua da Galiza, existem basicamente duas amplas posições para a mobilização social, articuladas em torno de plataformas e manifestos. Um bloco, com alguns matizes internos, chama a um novo “consenso” dos partidos hoje parlamentares, baseando-se no que de […]

Sim, mas, que Pergunta prefere a Língua?

1 Xuño, 2009 (00:00) | direitos linguísticos, ensino, língua, mercado simbólico, política |

Publicado em Vieiros O novo Secretário Geral de Política Linguística, Anxo Lorenzo, declarou em mais duma ocasião que “O principal problema [do Velho Decreto sobre o galego no ensino] é que non está apoiado por todas as forzas políticas” (Encontro Digital em La Voz de Galicia, 29 de maio de 2009), ou que “El bipartido […]

A Grande Miragem circular

2 Agosto, 2007 (00:00) | escrita, língua, mercado simbólico, política |

Publicado em Vieiros Periodicamente, surgem à palestra pública das minorias que lêem, e que lêem sobre cultura, notícias em torno das afrentas ao “galego”. A pseudo-polémica social alimenta a incapacidade histórica colectiva de articular-se em verdadeira in-dependência (que é etimologicamente sinónimo de autonomia), se é que na realidade a Galiza como invento alguma vez a […]

Último texto sobre a Língua

19 Agosto, 2005 (00:00) | língua, mercado simbólico, política |

Publicado no Portal Galego da Língua • Em Vieiros Levo algum tempo procurando imaginar o meu último texto sobre a língua (não jogarei com o sentido do título: simplesmente, “derradeiro” não é eufónico). Espero que esta seja a oportunidade. Peço desculpas por referir-me a mim próprio, mas é do que ignoro menos. Durante anos, escrevi […]

Encruzilhada da língua

25 Abril, 2005 (00:00) | escrita, língua, mercado linguístico, mercado simbólico |

Publicado em Vieiros O movimento linguístico-cultural galego está na altura numa encruzilhada mais evidente do que jamais antes na nossa história sociolinguística. O movimento linguístico-cultural, que leva anos ultrapassando na prática (polas suas iniciativas, o seu dinamismo e o seu compromisso activo) a actividade institucional e pára-institucional que promove a fragmentação cultural da Galiza, debate-se […]

Língua: Em favor do suicídio

26 Outubro, 2004 (00:00) | língua, mercado simbólico, política |

Todo o pragmatismo, toda a lenteza, todo o possibilismo, todos os atrancos, todos os pactos, todas as liortas, todas as medalhas, todas as demonizações, todos os roubos, todos os insultos, todas as prebendas, todos os populismos, todas as marginações, toda a mediocridade, todas as repressões, todas as exclusões, todas as louvanças, todas as hagiografias, todos […]

A derrota da sua vitória

30 Xullo, 2003 (00:00) | escrita, língua, mercado simbólico |

A recente reforma das normas escritas da Real Academia Galega para as falas galegas é sem dúvida um ponto de inflexão no conflito linguístico, queirámo-lo ou não. A série de perguntas que nos assalta, porém, é: Um ponto de inflexão para que? Para quem? Há uma vitória e uma derrota? Vitória ou derrota de que […]