Category: monarquia

Treze Tweets Sobre Carrero Blanco Que Não São Piada. Dedicados à metáfora de Cassandra

31 Marzo, 2017 (02:24) | monarquia, política, violência |

Se Carrero Blanco não tivesse sido assassinado, hoje não seria delito fazer piadas sobre o seu assassínio: não teríamos Audiencia Nacional, herdeira do Tribunal de Orden Público fascista. O assassínio de Carrero foi uma alegria emocional mas um erro político. Isto é: um sucesso do Franquismo, que assim se perpetuou na Monarquia. Assassinar o terrorista […]

Quem Possui a História?: 1300 Anos, 44 Gerações

3 Xuño, 2014 (22:58) | monarquia, política, sociedade, violência |

Dom Felipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia (1): é filho de Sofía Margarita Biktoria Freideriki tis Elládas e de Juan Carlos I Alfonso de Borbón y Borbón (2), filho de María de las Mercedes Cristina de Borbón y Orleáns e de Juan Carlos de Borbón y Battenberg (3), filho […]

Deus Uno e Trino

16 Abril, 2012 (15:02) | monarquia, política |

Deus uno e trino, herói uno e trino, rei uno e trino. O império triangular masculino impõe-se desde há milénios sobre a soberania da mente. Dominam as imagens a que, no sossego da inconsciência, rendemos diariamente tributo. Domina essa figura que pode ser simultaneamente severo juiz, pai, assassino, violador. Ele ordena o nosso pensamento triangular. […]

Não ao 25 de julho

17 Xullo, 2010 (00:00) | monarquia, política | 1 comment

Publicado em Vieiros • Em Diário Liberdade • Em MundoGaliza Por que um Não firme ao 25 de julho? Porque já é hora de dizê-lo. Esse apóstolo construiu uma Galiza inexistente. Só nos países estranhos, como este, a festa coletiva é também a festa do patrono do poder. Patrono de pátrias compatíveis. Muro com muro, […]

O Discurso Porquénotecallas

19 Febreiro, 2008 (00:00) | discurso, monarquia, política |

Publicado em Vieiros Juan Carlos de Borbón y Borbón consagrou definitivamente para a política española o Discurso Porquénotecallas, e os responsáveis jornais riram-lhe a piada: se não gosto do que dizes, berro-che que cales, porque o teu é terrorismo; mas se tu não gostas do que digo eu e berras-me, o teu é terrorismo. Em […]

Queimando espero…- Semiótica pura

26 Setembro, 2007 (00:00) | discurso, monarquia, política |

Publicado em Vieiros Tenho muita curiosidade por saber o que se pode queimar ou não em público no Reino. O governo español, em representação do Rey (isto é, do Estado) deveria meter na SER uma dessas cunhas publicitárias explicando os males eternos da queima de papel, como os da droga ou do tabaco: Quemar Mata… […]

Um conselho para meu rei

27 Decembro, 2006 (00:00) | monarquia, política |

Publicado em Vieiros Senhor Juan Carlos de Borbón, meu rei: Mire usté. A mim o que faça na sua intimidade religiosa pouco me importa. Mas, enquanto você seja um empregado do Reino, de milhões de súbditos com D.N.I., guarde a exibição das suas crenças para dentro da sua própria solução habitacional. Eu pago os meus […]

Repugnante

8 Outubro, 2006 (00:00) | monarquia, política, violência |

Publicado em Vieiros • Publicado em  Novas da Galiza 47, 15 Outubro – 15 Novembro 2006, p. 20 O Reino de España, chefiado como sempre desde que lembro por um militar profissional, prepara-se mais uma vez para celebrar a conquista e o genocídio nesse repugnante 12 de Outubro, Día de la Hispanidad, Fiesta Nacional. Ainda […]

Um diálogo francamente real

15 Xullo, 2006 (00:00) | monarquia, política |

Publicado em Novas da Galiza 44, 15 Julho – 15 Agosto 2006, p. 20 “Francamente vivimos mal”. “Pues realmente viviremos peor” Da revista La Codorniz, nalgum momento dos 1970’s -Não entendo por que sempre criticas o Rey. Estás por uma República galega? -Pola Monarquia espanhola não estou. -Mas à gente não lhe importa o Rey. […]

Monarquia e racismo

10 Novembro, 2005 (00:00) | monarquia, política, racismo |

Publicado em Novas da Galiza 36 (15 Nov. – 15 Dez. 2005), p. 15 Como pode uma pessoa chamar-se socialista ou simplesmente progressista e defender ou simplesmente aceitar a monarquia? Como pode alguém justificar com critérios democráticos que a máxima representação e poder de um Estado descansem sobre alguém que os obtém ou herda em […]