Category: política

Treze Tweets Sobre Carrero Blanco Que Não São Piada. Dedicados à metáfora de Cassandra

31 Marzo, 2017 (02:24) | monarquia, política, violência |

Se Carrero Blanco não tivesse sido assassinado, hoje não seria delito fazer piadas sobre o seu assassínio: não teríamos Audiencia Nacional, herdeira do Tribunal de Orden Público fascista. O assassínio de Carrero foi uma alegria emocional mas um erro político. Isto é: um sucesso do Franquismo, que assim se perpetuou na Monarquia. Assassinar o terrorista […]

A coprofilia da informação

12 Xaneiro, 2017 (22:28) | discurso, mercado simbólico, política |

Recebo duma pessoa dos EUA uma preocupante notícia dum portal informativo australiano: que no “noroeste da Espanha”, um indivíduo entrou num supermercado com um colete suicida, e disparou contra a gente enquanto gritava “Alá é Grande”. Duas das fontes para a notícia eram os tabloides The Sun e La Región. Embora no próprio corpo do […]

A Verdade Verdadeira Por Que Ganhou Trump (E Isso Que Não Sou Jornalista)

14 Novembro, 2016 (22:35) | economia, política |

Quando chegaram as primeiras notícias de que as explosões das Torres Gémeas foram causadas por aviões kamikazes, escutei duma pessoa hipercrítica com o mundo inteiro: “Claro. Os aviões são as bombas dos pobres”. Os “pobres” que planificaram e financiaram o massacre resultaram ser petromonarquias árabes, não palestinianos desapossados. Naquele 11/9 escutaram-se também vozes clarividentes de […]

E por que não MAIS independentismo, precisamente?
 Réstia de perguntas à esquerda “não independentista”

23 Xullo, 2016 (20:48) | economia, ideologia, política, sociedade |

     Por que não a independência da Galiza? Qual é o problema da autoorganização da “gente” a todos os níveis? Qual é o problema duma ordem jurídica, do grau de formalização que for, que permita formas económicas e sociais emancipatórias próprias (p. ex. usufruto em mão-comum, democracia de base, economias sustentáveis, anti-extrativismo, soberania energética…)?  Onde […]

Acabar com os reis

8 Xaneiro, 2016 (20:17) | política | 1 comment

Acabar com os reis, com absolutamente todos os reis do mundo: os reis com coroa de ouro na cabeça e os reis com coroa de puas no pénis ou com coroa de sangue na boca do fuzil ou com coroa de tinta na caneta ou com coroa de saliva machista na palavra. Acabar com os […]

Manifesto Participacionista

8 Decembro, 2015 (01:40) | política |

     A situação atual chama por uma decidida mudança de rumo na política. O nosso partido, o Partido Participacionista Democrático, está pola participação da gente nas decisões sobre as cousas. A participação da cidadania nas deliberações comuns é a base da democracia. Propugnamos a máxima participação de toda a gente em reuniões que decidam cousas […]

A morte extrema

16 Outubro, 2014 (01:56) | política, violência |

Invirto o título do livro do poeta Mário Herrero A vida extrema para refletir na natureza deste último momento do mundo. É verdade que não existe um desenho, nunca existiu, e portanto é possível que a humanidade estivesse a morrer já logo que começou. Mas agora enxerga-se de maneira inusual a perversão do tempo. O […]

Agora, o Bruno

18 Xuño, 2014 (00:01) | política, violência |

Por fim levaram para a cadeia o terrorista Bruno Ruival, Bruno Vence Ruibal no seu nome espanhol. Já era sem tempo! Andavam toda Compostela e a Galiza cagadas de medo pola sua presença nas ruas. A gente estava apavorada, sei-no de boa tinta. Parabenizo o cidadão ou cidadã que o delatou. Ao parecer, dizem a […]

Quem Possui a História?: 1300 Anos, 44 Gerações

3 Xuño, 2014 (22:58) | monarquia, política, sociedade, violência |

Dom Felipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia (1): é filho de Sofía Margarita Biktoria Freideriki tis Elládas e de Juan Carlos I Alfonso de Borbón y Borbón (2), filho de María de las Mercedes Cristina de Borbón y Orleáns e de Juan Carlos de Borbón y Battenberg (3), filho […]

Vítimas do Terrorismo

12 Marzo, 2014 (14:59) | ideologia, política, violência |

No Portal Galego da Língua ★ No Diário Liberdade ★ No Praza Pública Foi tão brutal o atentado que muitos corpos nunca apareceram. As explosões sucederam-se durante muito tempo. Participaram no complô cidadãos e cidadãs normais, pessoas das que se vêem na rua cada dia, infiltradas na cidade. A imensa maioria, de facto, tinham boletins […]